Questo sito usa cookie per fornirti un'esperienza migliore. Proseguendo la navigazione accetti l'utilizzo dei cookie da parte nostra OK

Projeto "Literatura e arte no pensamento italiano contemporâneo" - USP 13-17 de maio de 2019

Data:

08/05/2019


Projeto

Visibilidade: as ondas concêntricas - entre escrita e imagem - Curso da Profa. Dra. Aurora Conde Muñoz (Universidad Complutense de Madrid – UCM) - Titular de Filologia Italiana

Profa. Dra. Aurora Conde Muñoz (Universidad Complutense de Madrid – UCM) - Titular de Filologia Italiana. No Doutorado em Estudos Literários da UCM seus interesses de ensino e pesquisa estão na relação entre literatura contemporânea e as artes plásticas.
Participa de diferentes grupos de pesquisa em nível europeu: “Escritura e imagem. A Europa da escrita” (HUM-930196), “A Europa da escritura (AFC2001-0012-CO).
Foi Visiting Professor em diferentes instituições. Possui livros e ensaios em diferentes revistas científicas e publicações dedicadas a W.G. Sebald, C. Pavese, G. Ungaretti, E. Montale, G. Bassani, além de estudos sobre fotografia e cinema.
Tem interesse pelos seguintes eixos: Literatura, Artes Plásticas e Cinematograficas; Escritura e imagem; Morte e escritura na ficção pós-moderna; Literatura Comparada.

PROGRAMA:
As aulas abordarão novas formas de interação e a incursão dominante que a imagem (plástica, cinematográfica, fotográfica) estabelece com a literatura italiana do séc. XX.

Iniciar-se-á com a discussão sobre a nova relação e a influência do visual, proposta em sua complexidade de origem, isto é, a partir da “grande crise” dos primeiros anos de 1900. Desta forma, será configurada pela perspectiva teórica – filosofia, estética, criação artística, critica – a grande mudança que escritura e arte enfrentaram no tocante à dúvida relativa ao real e à indefinição referencial. Um amplo espaço será dedicado, nesse sentido, ao desenvolvimento do problema que a fotografia colocou a respeito. Com base nesses pressupostos teóricos, serão abordados alguns textos específicos em que a coincidência entre artes visuais e literatura (relação escrita/imagem) deixou rastros particularmente marcantes, contribuindo assim, nesta fusão metatextual, para uma radical renovação dos conteúdos e das temáticas.

Os temas a serem estudados – todos transversais e identificáveis, com mais ou menos intensidade, em todos os autores a serem trabalhados – são: o espaço/tempo, a fragmentação do Eu, a memória, a morte. Estes tópicos, que dão título às aulas, serão abordados mediante a análise de uma seleção textual de escritores italianos (por exemplo, C.E. Gadda, E. Montale, G. Bassani, I. Calvino, G. Manganelli, P.P. Pasolini, A. Tabucchi) colocados em relação direta com obras de fo

tógrafos, pintores, diretores (por ex., G. Morandi, F. De Pisis, M. Antonioni, P. Sorrentino, F. Scianna, N. Migliorini, M. Jodice). Será sempre adotada uma abordagem amplamente transversal e interdisciplinar, procurando dar um recorte comparatista que coloque a produção italiana no contexto da europeia. Para tal fim, serão citados e integrados nas aulas referências a autores e obras internacionais de significado e conteúdo particularmente afins às italianas (por ex., P. Almodóvar, A. Resnais, J. Marías, E. Vila Matas, T. Bernhard, W.G. Sebald). A abordagem crítica será também transversal e contará com a leitura de autores como P. Ricoeur, J. Starobinski, R. Barthes, M. Foucault, G. Didi-Huberman.

Aula 1: La grande crisi – Lo statuto orfano del soggetto (“le grandi morti”). La desolazione dell’apparire del vuoto: dal lutto alla malinconia. La crisi del reale e la desintegrazione del referente. Il cambiamento del paradigma spazio/tempo. L’essere come durazione. La coscienza del presente. L’io frammentato. Memoria e identità. La morte ed il processo di recupero. Il reale come immagine.

Aula 2: La mutazione dello spazio/tempo (Gadda, Calvino) – Durazione e presente; dal tempo lineare alla temporalità circolare; le scenografie dell’io.

Aula 3: La frammentazione dell’io (vari autori) – La dissoluzione dell’identità. L’io come proceso di perdite; l’alterità; l’altro come specchio; finzione ed auto-finzione.

Aula 4: La memoria (Bassani, Montale) – La ricostruzione post-memoriale; il vissuto, il raccontato; vedere per credere?

Aula 5: La morte (Pasolini, Tabucchi, Manganelli) – Il male di vivere o la vita come malattia; le nuove strutture fantasmali; morte reale e morte scritturale (la fine dell’arte).

As aulas contarão com tradução simultânea com tradutores profissionais.

 


454